• Cecilia Leite

Sobre Sagitário...


Chegou a vez do festivo Sagitário! Representado por um centauro, metade cavalo, com todos os instintos animais, metade humano, com o arco apontando para o alto, pronto para lançar a flecha bem adiante, esse signo realmente tem um olhar para o que está além...


Sagitário busca o que está distante, seja em termos físicos, seja em termos de consciência. E isso tem um vasto significado, e diferentes maneiras de manifestação. Pode o sagitariano se interessar por viagens para lugares distantes, por culturas diferentes, por estrangeiros. Pode também querer ampliar seus horizontes através dos estudos, tendo várias faculdades, pós graduação, mestrado, doutorado. Pode ainda conduzir a sua busca tentando encontrar um sentido para a vida, através de filosofias, religião, espiritualidade.


O que importa é que ele quer desbravar terras desconhecidas, conhecer o mundo, seja ele o interior ou o exterior. Sagitário não se apega a miudezas porque sabe que tem muita coisa a ser descoberta, e ele está sempre disposto a uma aventura, que é um de seus prazeres favoritos. Ele não se interessa pelo trivial, tem tédio com monotonia, e para ele funciona muito bem aquele ditado que diz que a grama do vizinho é sempre mais verde. Ele certamente vai conferir se o lado de lá não está melhor que o de cá.


Isso inclusive pode torná-lo excessivamente inconstante, com dificuldades de assumir compromisso. Sagitário detesta se sentir preso, a qualquer coisa, situação, ou pessoa. Ele precisa estar sempre livre para voar, seja lá para onde for. Pois a qualquer momento pode ter uma experiência nova o convidando para um outro canto. A liberdade é fundamental para esse signo, e quem quiser se relacionar com um sagitariano precisa saber que, se ela não for respeitada, ele pula fora. Relacionamentos com sagitarianos só funcionam bem quando eles não se sentem pressionados.


Sagitário é um signo do elemento fogo e da modalidade mutável, o que o torna muitas vezes fogo de palha... Muito impulso e energia que logo se esvaem. Ele se empolga, fica entusiasmado, é quase um arrebatamento, e, com a mesma rapidez, perde a animação. Uma das questões complicadas desse signo é justamente a dispersão, falta de foco, e dificuldade de conclusão das coisas. É muito comum ele ter vários interesses, mas não conseguir se dedicar a nenhum.


Seu regente, Júpiter, é o soberano do Olimpo, e todo sagitariano tem uma certa mania de grandeza. Ainda que disfarçada, ela está presente na forma de exageros, seja no que come, seja nas gargalhadas, seja no que gasta. Com esse signo não tem miséria. Ele esbanja até a alegria e o otimismo. Júpiter é o planeta da fé, e para o sagitariano ela é natural e inerente. Ele não acha que vai dar certo, ele sabe que vai dar certo, porque tem uma confiança absoluta no Universo. Ele não precisa exercitar a fé porque ela faz parte da sua natureza. E muitas vezes não consegue entender os outros não acreditarem, já que para ele é tão óbvio.

Um problema com relação a isso, é que ele pode ter tanta fé que acaba achando que não precisa fazer a sua parte. Deixa tudo com os deuses certo de que as coisas se resolverão sozinhas... E, com isso pode acabar se tornando até um pouco irresponsável.


Extravagantes, exagerados, divertidos, são quase sempre a alegria da festa. Para eles a própria vida é uma festa, e deve ser celebrada em todas as oportunidades. Quando possui uma consciência desenvolvida, isso acontece porque eles têm a percepção aguda de qual o sentido de viver, e não se prendem a questões menores que realmente não maculam em nada a grandeza dessa oportunidade. Quando ainda não estabeleceram essa conexão com a verdade, podem buscar a diversão como forma de prazer simplesmente, e serem até um tanto hedonistas.


Aliás, a verdade é uma palavra totalmente relacionada com esse signo, pois ele a persegue com toda a força, seja através da busca constante pelo conhecimento, seja pela franqueza com que costuma se comunicar. O excesso de sinceridade em alguns casos beira a falta de educação, porque ele fala o que pensa, sem ter muita preocupação em como será interpretado. Por outro lado, quando se dedica aos estudos pode se tornar bastante culto e erudito, graças a sua facilidade em assimilar conhecimentos de áreas diversas. Frequentemente apresenta também aptidão para aprender línguas estrangeiras, e pode se tornar um poliglota.


Sagitário é indomável, desconhece limites. Por isso adora viajar, física ou mentalmente, pois as viagens de consciência podem levar a lugares até mais distantes e mais interessantes. Ainda assim, tem prazer em conhecer novas paisagens, culturas diferentes, pessoas fora do seu meio. Adoram se relacionar com estrangeiros, de outros países, ou que ao menos fujam de sua vizinhança.


Lembrando sempre que o que acabo de descrever é o arquétipo representado pelo signo puro. Todas as nuances do nosso mapa natal, colorem e alteram a forma de manifestação individual. Dessa forma, pessoas sagitarianas podem apresentar um comportamento muito diferente do descrito. Ainda assim, terão em sua natureza a essência desse signo, a conexão com a verdade e o olhar otimista para a vida.


Quando o Sol está transitando por Sagitário a busca por expansão toma conta de nós. A vontade de ir além, de conhecer o novo, de ser livre, aumenta e podemos inclusive ficar mais atirados e otimistas. A área do mapa onde temos esse signo é iluminada, e por tanto, é esse setor da nossa vida que receberá esse influxo. Ótima época para investir nesses assuntos com leveza e alegria como é a essência desse signo.

109 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo