top of page
  • Foto do escritorCecilia Leite

O Flautista de Hamelin




Alguns conceitos astrológicos abrangem significados aparentemente desconectados, e até incongruentes, e, para um olhar destreinado, pode parecer que não há coerência. O flautista de Hamelin é um conto que pode ilustrar isso, pois em toda a narrativa existe uma tônica pisciana (ou netuniana), nem sempre óbvia e explícita.


Essa é a história de um vilarejo, Hamelin, onde de repente começou a haver uma infestação de ratos. Não havia medida que se tomasse que pudesse conter a proliferação. Um dia chegou à pequena cidade um músico, garantindo que poderia resolver esse problema, assim como havia feito com outras pragas em lugares por onde havia passado. Os governantes esperançosos, e sem outra alternativa, aceitaram a ajuda e prometeram uma larga quantia em dinheiro caso ele de fato conseguisse o que estava alegando.


Com sua música, o flautista conseguiu encantar os ratos que o seguiam, e marcharam até um rio, onde foram arrastados pela correnteza e morreram afogados. Todos comemoraram muito, mas não cumpriram com o prometido, e deram apenas algumas moedas para o músico. Ele foi ludibriado, enganado.


Ficou com tanta raiva que ameaçou o prefeito e desapareceu. Durante a noite, quando todos dormiam, começou a tocar sua flauta, mas somente as crianças do vilarejo ouviam sua música, e foram todas se aproximando dele e o acompanhando. Ele as conduziu para fora da cidade, e elas foram levadas até uma floresta onde havia uma caverna. O flautista dirigiu todas as crianças para dentro dela, e houve então um desabamento. Elas ficaram presas para sempre. Apenas uma criança se salvou para contar essa história para o restante da população.


Toda a narrativa é permeada por temas netunianos. Logo no início, tem-se como pontos centrais a infestação de ratos e o flautista, ambos são assuntos regidos pelo planeta Netuno, e podem ser associados ao signo de Peixes. Mas as referências não param por aí. O encantamento, ou a hipnose, que o músico exerce (sobre os ratos e também sobre as crianças) também é tipicamente netuniano, assim como a referência às águas e ao afogamento. O sono dos moradores da cidade e o desaparecimento das crianças que simplesmente somem, sem que ninguém veja ou saiba o que aconteceu, são outras referências piscianas/netunianas bastante representativas.


Geralmente as descrições atribuídas a Netuno são bastante romanceadas (aliás romance e fantasia também são conceitos atrelados a esse planeta), levando a uma concepção equivocada do que ele representa. Confusões e equívocos também fazem parte do seu conteúdo arquetípico. Um planeta carrega seu simbolismo até mesmo na maneira de se fazer conhecido.


Pois bem, costuma-se associar Netuno à sensibilidade, mediunidade, como se ele tão somente representasse elevação espiritual e conferisse aos netunianos uma conexão especial com algo que está além do alcance de outras pessoas. Isso é uma das facetas, e pode ser verdadeiro até certa medida. Mas está longe de ser a única possibilidade.


Netuno, regente moderno de Peixes, é aquele que não tem fronteiras, a imensidão do mar, a permeabilidade entre as dimensões. Mas não existem só esferas elevadas, e se não há uma delimitação clara da individualidade, ela pode se identificar, ou se conectar, com as mais distintas frequências, inclusive as mais baixas. E se não existe uma percepção clara de si mesmo, pode haver muita ilusão e confusão.


Netuno é o véu que encobre a realidade, as brumas de Avalon, que pode levar a reinos mágicos ou a lugares macabros, a depender da vibração do indivíduo. Por se tratar de um conteúdo muito inconsciente (Netuno é o fundo do mar), é difícil perceber a própria disposição interna, e nem sempre a conexão acontece com aquilo que se pretende.


A falta de contato com a realidade pode levar a ilusões profundas, causando um imenso estrago, difícil de ser reparado. Também pode induzir a toda forma de escapismo, já que existe a vontade de fugir da dureza da vida concreta. O cotidiano pode ser feio, árido, sem graça e busca-se refúgio em um lugar mais bonito e tranquilo. Nesse sentido os sonhos, devaneios, fantasias servem como uma válvula de escape. A música, as artes, a espiritualidade também. O sono é uma maneira típica de desligar da realidade e esquecer os problemas, e existem ainda formas menos saudáveis de fazer isso, como é o caso dos vícios, todos eles. Aqui encaixam-se os remédios, o álcool, as drogas, o sexo.


Por sua falta de delimitações, Netuno relaciona-se com as epidemias e infestações, que nada consegue conter. Também está ligado a intoxicações e contaminações. No caso desse conto, combate-se um problema netuniano com uma técnica netuniana, e ela de fato funciona. Mas então os governantes não cumprem o prometido, houve um engano, uma ilusão (outra referência netuniana). E, novamente o flautista se utiliza de sua música para levar as crianças inocentes para longe, enquanto os adultos dormiam.


Observe a sucessão de alusões ao conteúdo arquetípico de Netuno: os ingênuos são arrastados para longe através do encantamento, enquanto os supostos responsáveis dormem. Nessa história, o resultado foi fatal, para todos. Para o músico que não conseguiu o que queria, para as crianças que desapareceram soterradas, e para os adultos que, dormindo, se eximiram da responsabilidade e perderam seus filhos.


Esse conto tem um final trágico, mas que sinaliza perfeitamente onde os devaneios netunianos podem levar quando se perde o contato com a realidade. A falta de ancoramento leva ao descontrole, à perda do discernimento, ao não cumprimento das obrigações, e muitas vezes as coisas vão acontecendo em cascatas, progressivamente. Um problema não resolvido leva a outro maior, e enquanto não se contém essa onda, a bola de neve (e suas potenciais consequências nefastas) vai só aumentando. Chega um momento em que os danos são irreversíveis.


Portanto, nada como um Saturno forte para dar limites para a vastidão de Netuno. O atual trânsito de Saturno em Peixes pode inclusive ser muito favorável quando olhado com essa perspectiva. E no caso particular, quem possui um Netuno destacado em seu mapa natal deve estar sempre atento às possíveis ilusões e confusões que ele pode estar predispondo, especialmente quando estão acontecendo trânsitos ou progressões que potencializem isso. Deve ainda aprender a utilizar bem seu Saturno, ou eventualmente algum outro posicionamento que auxilie no aterramento, para que as fantasias netunianas não percam a conexão com a realidade. Dessa forma, Netuno pode se expressar no seu melhor: ajudando a trazer vislumbres do Céu para a Terra.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pinóquio

Rapunzel

コメント


bottom of page