• Cecilia Leite

Vai começar o ano de Marte!


O ano novo astrológico acontece no equinócio de outono (aqui no hemisfério Sul), com a entrada do Sol no signo de Áries, que é o primeiro signo do zodíaco. Esse ano isso vai acontecer no dia 20 de março às 18h59.


A astrologia trabalha com ciclos. Ciclos menores dentro de ciclos maiores. Desde os antigos caldeus, atribui-se a regência de cada ano astrológico a um planeta. Durante esse período tem-se maior evidência dos temas relacionados a ele. Existem ciclos maiores, de 36 anos, governados por um mesmo planeta. Nós estamos entrando em um ano de Marte, dentro de um ciclo de Saturno.


Marte, ou Ares para os gregos, é o deus da guerra. Filho de Júpiter e Juno, desde sempre brigava com sua irmã, Pallas Athena. Ele, impulsivo, briguento, indomável e impaciente, e ela, sábia, lúcida, articuladora, estrategista, a verdadeira guerreira grega, lutando pelas causas justas. Mas coube a esse deus independente e inquieto, representar a raiva dos humanos, pois alguém precisa assumir o lado violento da humanidade, tantas vezes reprimido ou disfarçado. Por bem ou por mal, é Marte que tem a coragem de expressar a agressividade. Mas, como os brutos também amam, Marte apaixonou-se por Vênus, que era casada com Vulcano. Os dois tinham um tórrido caso de amor às escondidas, até serem descobertos! Vênus gostava do porte atlético de Marte, os dois formavam um par irresistível, a união da sensualidade e da sexualidade. Cupido (ou Eros) é filho desse casal.


Não vamos esquecer que todos esses mitos vivem dentro de nós. E todos temos a NOSSA Vênus, assim como o NOSSO Marte, e que nem sempre esses dois se relacionam bem no nosso interior. Entendê-los, e perceber como isso se processa internamente, certamente nos pouparia de muitos problemas de relacionamento.


Mas, voltando ao dono do ano, vamos entender qual é a sua dinâmica. Marte representa ímpeto, coragem, ação, muitas vezes lutas e agressividade. É muito impulso, e muita energia. É a necessidade de ter independência e autonomia. É um rompante e uma descarga energética que permitem que algo novo nasça. Marte é adrenalina, energia física, sexualidade ativa. Tem relação com os músculos e com o sangue em nosso corpo. Rege o ferro, as armas, as facas. Marte é o guerreiro, o pioneiro, o desbravador. É ele quem vai a luta para conseguir os objetivos do Sol.


Seu excesso de ímpeto e energia precisam ser bem direcionados para não causar estragos pelo caminho. A luta precisa ser limpa e honesta, os limites da integridade física e moral não podem ser ultrapassados, pois, caso contrário aparece o lado sombrio de Marte, com brigas, guerras, violência e agressividade. Ainda no lado complicado tem-se o excesso de calor, de fogo, incêndios e acidentes. Na saúde, Marte tem relação com as inflamações, os processos quentes no corpo, as doenças agudas. Predispõe a ferimentos, acidentes e queimaduras. Mas é importante ressaltar que, a nível pessoal, os efeitos de Marte dependem do mapa individual de cada um, e de uma série de outros fatores, inclusive de como a pessoa anda conduzindo a sua energia.


Do ponto de vista global, em um ano com a regência de Marte podemos esperar bastante movimento. Os ânimos tendem a estar mais inflamados, a paciência mais curta, existe uma predisposição maior para conflitos e até para violência, a questão das armas deve ficar bastante em evidência. Precisamos entender que nada na Astrologia é bom ou ruim, são qualidades de energia, neutras, que são direcionadas e conduzidas por nós, que podemos utilizá-las construtivamente ou destrutivamente. Não são os planetas... São as pessoas... O nível de consciência delas ao utilizar a energia de que dispõem... Em um ano em que estamos sob a influência de Marte, precisamos saber que teremos um plus de energia a mais. Como irá se gastar essa energia é uma escolha de cada um... E, no geral, temos visto as escolhas que a humanidade vem fazendo... Por isso não fica difícil deduzir o que o tema de Marte em destaque pode trazer.


É pra ter medo? Não. Em um ano de Marte, principalmente, não se deve ter medo. E sim proatividade para conduzir as situações para um desfecho melhor. Hora de ter consciência e agir. As ações devem ser tomadas, mas o caminho deve ser escolhido conscientemente para se evitar consequências indesejáveis posteriores. Momento de ter força e coragem para avançar dentro do propósito escolhido.


Uma coisa importante a ressaltar é que Marte representa uma energia masculina, assim como Vênus é uma energia feminina, mas AMBAS existem em TODOS, homens ou mulheres, como já havia mencionado no texto Vênus e o amor. Isso não tem relação com a questão de gênero. Todos, homens e mulheres, independentemente da opção sexual, precisam se harmonizar com seu Marte e com sua Vênus. Ambas as forças precisam estar equilibradas internamente. Só assim não existirão abusos de nenhuma natureza. Um Marte exacerbado não traz violência só para homens. Muitas mulheres têm também uma atitude combativa desequilibrada. Então, assim como os homens precisam integrar seu lado venusiano, também as mulheres devem se harmonizar com Marte. Ambos, independentemente de gênero, precisam reconciliar essas duas forças.


No mapa do Ano Novo astrológico, Marte e Vênus estão em uma quadratura quase exata. Aspecto tenso que indica uma queda de braço entre essas duas potências (fiz um post no Instagram sobre esse aspecto). De um lado, Vênus em Aquário, querendo liberdade. De outro, Marte em Touro, querendo manter a tradição. A escolha entre a novidade ou o conforto do conhecido. O lado feminino querendo se libertar de padrões, e o lado masculino querendo manter a estabilidade do já conquistado. Lembre-se que essas duas forças estão DENTRO de nós. As guerras externas que visualizamos na sociedade entre machismo e feminismo são apenas reflexos dessa falta de integração interna desses aspectos em nós. Que cada um faça a sua parte! As duas tendências são igualmente importantes... É necessário haver a abertura para o novo, assim como é preciso haver respeito com o que já foi conquistado. Só se constrói em uma base sólida. É preciso ter muita consciência de quais valores norteiam o nosso desenvolvimento, e saber a medida exata entre aquilo de que não se pode abrir mão de forma nenhuma, e aquilo que deve ser revisto . A teimosia e o apego as próprias ideias podem dificultar esse entendimento, afinal Touro e Aquário são signos fixos, difíceis de flexibilizar.


Esse antagonismo entre masculino e feminino (e aqui ressalto mais uma vez que não se trata da questão do gênero, mas sim de polaridades, extremos dentro de nós) deverá estar ressaltado mesmo durante o ano de Marte. O ano novo astrológico acontece quase na Lua Cheia, Sol e Lua em oposição. O outro par cósmico também se encarando de frente. Lembremos que a Lua Cheia é uma Lua onde as emoções afloram, as coisas se mostram, tudo vem a tona. Portanto realmente devemos esperar por um ano bastante movimentado.


Teremos um ano onde a falta de entendimento pode gerar estragos de grandes proporções. E aqui falo de conhecimento mesmo, de todos os transtornos que a ignorância pode causar. Mercúrio retrógrado em conjunção a Netuno, se opõem a Lua, e fazem quadratura a Júpiter em Sagitário. Traduzindo: é preciso muito cuidado para não se deixar levar pela opinião da massa, por questões emocionais. Podemos ter bastante dificuldade em enxergar as coisas de fato como elas são e ser enredados pela informação distorcida. Pode haver muita confusão mental gerada por desequilíbrios emocionais. Podemos facilmente nos deixar levar pelo coletivo. E tudo isso pode ter um tom exagerado, com consequências de grandes proporções. Será imperativo que se invista em conhecimento, para não se tornar vítima da própria ignorância.


Do ponto de vista individual é preciso analisar caso a caso para saber como cada um vai sentir essa tendência. Depende do mapa natal, dos trânsitos que a pessoa está vivendo, da revolução solar e de outras técnicas, para se saber se a energia de Marte está bastante ativa nesse período (ou não), e como ela atua para cada um. Não podemos esquecer que cada um tem o SEU Marte, em um determinado signo, uma determinada casa e com determinados aspectos com outros planetas. E é ESSE Marte, com seus dilemas e seus potenciais, que poderá estar enfatizado ou não.


De qualquer maneira, em um ano com a regência de Marte, precisamos ter em mente que é necessário agir, que é importante ter coragem para levar adiante os projetos, não ter medo de empreender. Pode ser um período de inícios, e de paixões. É importante ter atenção para evitar decisões por impulso que possam causar arrependimento posterior. E também discernimento para perceber no que de fato vale a pena investir...


Vamos lembrar que o ano novo astrológico não é apenas um ponto no calendário. É um marco energético. Acontece no equinócio, momento em que o dia e a noite tem exatamente a mesma duração, que o Sol e a Terra estão em uma angulação especial. Essas datas eram bastante comemoradas pelos povos antigos que viviam em maior comunhão com a natureza e com o cosmos. É um novo ciclo, uma oportunidade de um novo início.


Um ótimo ano novo para todos!

252 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo