• Cecilia Leite

Sobre Câncer...



E com o Solstício de Inverno aqui no hemisfério sul, entramos em Câncer... Signo sensível, cujo símbolo, um caranguejo, bem representa a natureza frágil escondida por baixo de uma carapaça grossa... Câncer busca a proteção, e essa sua necessidade tem vários desdobramentos.


Por ser um signo de água é bastante sensível. Sua natureza emocional é cheia de nuances, de altos e baixos, oscila como a maré, já que é regido pela Lua. Conecta-se com facilidade com a energia alheia, percebendo intuitivamente tudo que acontece. Sentir é o verbo desse signo. É assim que ele interage com a vida e toma suas decisões.


No entanto, o canceriano tem medo de que toda essa sua sensibilidade o torne vulnerável, e, por isso, encontra meios para se proteger, sendo que o mais comum é o caranguejo correr para o seu buraco a qualquer sinal de ameaça. Isso pode ter vários sentidos, como evitar a exposição desnecessária, se recolher no seu refúgio em casa, ou mesmo no seu próprio mundo psíquico, e muitas vezes até manipular emocionalmente os outros para conseguir o que quer.


Essa inclusive é uma especialidade desse signo: se melindrar, fazer drama, choramingar para que o outro acredite que um bibelô tão raro quanto ele precise ser cuidado com muito zelo e atenção. Em alguns momentos ele esconde a sua força para conseguir ser protegido. Em outros ele esconde sua fragilidade para não se sentir vulnerável.


Câncer é um signo do elemento água, e como as águas primordiais é fértil. Nossa primeira casa foi no útero materno, envoltos no líquido amniótico. Lá havia a nutrição e a proteção necessárias. Câncer busca essa segurança emocional, essa é sua maior motivação. Como a mãe é nossa primeira referência de acolhimento, vínculo emocional, esse signo tem toda a relação com a maternidade. Cancerianos costumam ter uma ligação forte com a mãe, para o bem ou para o mal. O fato é que o papel da mãe é extremamente importante para eles, e portanto ela pode ser a melhor amiga deles, ou a pessoa em que depositam toda sua carência ou frustração.


Sim, Câncer tem uma carência quase insolúvel muitas vezes. E tentam buscar nos relacionamentos aquilo que por ventura não sentiram com a mãe: a proteção, aconchego e segurança absoluta. Ou tiveram, e tentam repetir essa experiência com os demais. Não raramente cancerianos cuidam dos parceiros como se fossem filhos. Na realidade isso muitas vezes é uma técnica: protegem e cuidam para garantir que serão também protegidos e cuidados! O canceriano, quando entende que é ele quem precisa se amar incondicionalmente, que só encontrará o que procura dentro dele, passa a viver o arquétipo da mãe universal, que dá e nutre sem pedir nada em troca.


Nutrição é uma palavra típica de Câncer. Esse signo precisa se sentir nutrido emocionalmente e por isso pode ser altamente absorvente dos outros. Ou pode ser muito envolvente, sabendo como preencher as necessidades psíquicas alheias. Mas o signo diz respeito à nutrição física também, e, no corpo, ele rege tanto o estômago como os seios, que nutrem o bebê. E é muito comum observar que quando um distúrbio alimentar se apresenta, existe também um fundo emocional bastante evidente. Não raro a falta de segurança emocional traz um desequilíbrio alimentar, desde comer demais, de menos, até patologias mais graves como anorexia e bulimia. São síndromes cancerianas que podem se manifestar de diversas formas. O símbolo diz tudo, é só prestar atenção e fazer as correlações.


Câncer é um signo ligado às raízes, já que são elas que nutrem. Portanto tem ligação com a ancestralidade, o que veio antes e que deu forma e estrutura para o que existe agora. É um signo ligado ao passado, às memórias. Gosta de saber de onde veio, honra a sua origem, valoriza objetos e histórias antigas. E preserva sua família, sua casa, seu abrigo nas amarguras da vida. São acolhedores, afetuosos, carinhosos.


Precisam, no entanto, ter cuidado para que o apego emocional não se torne um problema. Ele pode querer segurar pessoas, situações, configurações que já não fazem mais sentido, ou pode tentar manter a todo custo sua família unida em moldes já ultrapassados para garantir sua estabilidade emocional . Ele tenta segurar o passado, já que, para ele, lá é mais seguro, pois é conhecido... Tem medo do que vem pela frente... E saudade de um tempo que não volta mais...


O humor do canceriano oscila como as marés, conforme o posicionamento da Lua. Sente as suas fases em sua própria vitalidade, e conforme ela vai passando, e tocando pontos em seu Mapa Natal, suas reações vão variando em maneira e intensidade. No entanto suas emoções são legítimas, suas mágoas são profundas, e não raro ele guarda ressentimentos antigos. São as águas paradas...


Engana-se quem acha que por ser sensível, esse não é um signo de ação. Sendo da modalidade Cardeal (os signos que dão início às estações do ano), tem muita força de impulsionamento, tem a iniciativa necessária para colocar em movimento qualquer projeto que intencione, e com o que esteja envolvido emocionalmente. Também se engana quem julga o canceriano pela casca que ele apresenta ter, muito mais parecendo uma armadura. Ela esconde uma natureza dócil e carente.


Todos temos Câncer em algum local do nosso mapa, e nessa área, podemos ser mais instáveis emocionalmente e precisar de mais acolhimento e aconchego. Também é um setor onde tenderemos a proteger e buscar a proteção dos outros. Por exemplo, quem tem Câncer abrindo a casa 3, pode ter sido cuidado pelos irmãos, ou pelo contrário, ter um relacionamento maternal com eles. Também terá uma comunicação mais emocional, precisará estar envolvido com o que aprende e com o que diz. Claro que para entender como isso se dá, é necessário olhar para o posicionamento da Lua no mapa que dará o direcionamento.


Durante esse mês, com o Sol transitando por Câncer, observe o setor da sua vida onde você tem esse signo. Ele estará sendo iluminado, e estará enfatizado. Os assuntos dessa casa tenderão a ficar mais em evidência, e a melhor maneira de lidar com eles é utilizando a sensibilidade e a experiência já vivida. Olhar para trás, revisitar o passado para resolver o presente e acertar o futuro... Resolver pendências familiares, pois aí sentimos mais essa interferência, evitar melindres e deixar a emoção falar mais alto pode fazer toda a diferença para aproveitar melhor esse período. Boa temporada canceriana!

68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo