• Cecilia Leite

O que é um Mapa Natal?

Atualizado: 25 de out. de 2018

O mapa natal astrológico é a representação do céu no momento de nascimento de qualquer objeto a ser estudado: uma pessoa, uma empresa, um relacionamento... Tudo que nasce, tem a marca energética do momento de nascimento. DNA cósmico.


No momento em que você nasceu, cada planeta estava em um determinado grau, de um determinado signo, em uma determinada casa astrológica. O mapa astrológico é uma representação, geralmente em forma de mandala, do céu nesse momento, a partir da sua localização geográfica, latitude e longitude. No seu mapa, portanto, você é a referência, está no centro. Ao redor, temos as 12 constelações zodiacais que dão nome aos signos, cada uma com 30°. E os planetas são representados nas posições que ocupam no exato instante do nascimento. Eles podem fazer ângulos importantes entre eles, o que chamamos de aspectos, que são representados por linhas coloridas, e que indicam existir uma troca ali, uma conversa (ou uma discussão!) entre os dois envolvidos.


Cada planeta representa uma função psíquica, um objetivo a ser cumprido. Cada signo é uma intenção, uma maneira diferente de atingir esse objetivo. Assim, o planeta vai se utilizar das qualidades do signo para desempenhar a sua função. Os signos englobam todos os arquétipos humanos. Qualquer tipo de comportamento diz respeito a um signo em particular. As casas astrológicas, determinadas pelo movimento de rotação da Terra, representam os setores da vida onde tudo isso vai acontecer, o palco onde será representada a ação do planeta. Na realidade, é como encaramos aquela área da nossa vida. E, como sabemos, o que temos dentro, se manifesta fora. Assim, sempre atraímos situações de uma determinada natureza (a do nosso mapa), que ao nos espelhar nossas crenças, nos obriga a lidar com esse tema.


Mas claro que não é tão simples assim... Como eu mencionei existem conversas entre esses planetas, que são os aspectos. E cada planeta é comandado pelo regente do signo onde está localizado....E ele mesmo comanda as casas onde estão os signos que ele rege... É uma tapeçaria, uma imensa rede a ser decifrada... Isso sem contar um sem fim de outras informações a serem consideradas, os eixos, os nodos, os asteroides, as partes arábicas... São muitos pontos a serem ligados.


Cada mapa é único, não apenas pela singularidade daquele momento (a mesma configuração astrológica não se repete dentro de uma mesma era), mas principalmente pela maneira que cada indivíduo vive o seu mapa. Não existe, portanto, a possibilidade de generalizações. Não é possível dizer que todo taurino é apegado, e nem que o próximo ano será favorável para os negócios do capricorniano. Tudo depende do mapa inteiro. E da maneira como ele está sendo utilizado. Não é possível também fazer uma leitura compartimentada, considerando cada posição planetária separadamente. É uma sinfonia, uma coisa implica na outra, está tudo interligado. E, muitas vezes, o que a pessoa acha se tratar de um problema em um determinado setor, tem sua origem em outro lugar.


Não existe a possibilidade de esgotar o tema do seu mapa em uma leitura. Tampouco é possível determinar a quantidade de leituras para cobrir todo o seu tema. A sua vida é o seu mapa. E, portanto, enquanto você viver, poderá tirar informações (suas) através dele. Tudo o que fazemos na vida, o que almejamos e o que detestamos, está no nosso mapa. Cada símbolo ali tem uma infinidade de possíveis significados e possíveis associações. O profissional pode ajudá-lo a perceber, em uma dada questão, o que está atuando, e, como você pode utilizar melhor aquela mesma energia. Pois não adianta querer que uma laranja seja uma banana. Ela poderá, no máximo, ser uma laranja docinha. Você pode escolher fazer um suco, uma compota, uma geleia, utilizar a casca, aproveitar o bagaço, ou deixá-la murchar antes mesmo de consumir. Sabendo que você dispõe de uma laranja, e não de uma banana, você escolhe melhor qual o prato que vai querer. Conhecer o mapa natal é ter autonomia para elaborar o cardápio!


106 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo