• Cecilia Leite

Por que não me identifico com meu signo?

Uma questão muito frequente e que normalmente põe em cheque a validade da Astrologia para alguns desavisados é o fato da pessoa não se identificar com aquilo que lê sobre o seu signo... Então vamos tentar clarear essa questão...


O que conhecemos como nosso signo, aquele que com que somos identificados desde pequenos, é o nosso signo solar, ou seja, a fatia zodiacal onde estava o Sol no momento do nosso nascimento. Sol é o centro do sistema solar, é de onde pulsa a vida, e, no nosso mapa representa a nossa essência, nosso caminho de desenvolvimento. Por isso ele tem bastante importância em um mapa. Mas não é o único ponto, longe disso...


Mas vamos começar falando sobre ele... Existem doze signos zodiacais que representam doze arquétipos, doze conjuntos de atributos, tipos de comportamentos, com intenções e motivações próprias. O Sol pode estar em qualquer um desses signos, e certamente manifestará as suas intenções... Mas o signo é celeste, abstrato, e quando o descrevemos tentamos colocar em palavras associações que tentem explicar essa vibração. A intenção, a motivação do signo é única, mas a manifestação pode acontecer de diversas formas. Por exemplo: sempre o que está por trás de Gêmeos é a necessidade de conhecer, mas o geminiano pode expressar isso de diversas maneiras (lendo, conversando, viajando, estudando...), então não é verdade que todo geminiano é falante... Pode ser e pode não ser... Depende de um monte de outros fatores, dos aspectos do seu Mercúrio, do seu Sol, da casa onde estão esses planetas, da tônica do mapa, enfim do mapa inteiro... Mas é fato que todo geminiano tem a motivação de conseguir informações... Então precisamos ter sempre o cuidado de verificar a ESSÊNCIA do que diz aquele signo, e não nos fixarmos na suas formas de manifestação. Olhe para a causa e não para o efeito.


Ainda sobre o signo solar, vamos lembrar que certamente esse Sol está em uma casa do mapa, e provavelmente fará aspectos com outros planetas. Isso mostrará todo o desenvolvimento desse tema, as áreas de interesse, se ele se expressará facilmente ou com algum conflito... Então, em leituras superficiais de horóscopos, vemos lá que o signo de Câncer é muito ligado com a mãe. E o querido canceriano diz: não tem nada a ver comigo, eu detesto a minha mãe, ela sempre me abandonava, me deixava sozinho... Só nessa frase já percebemos a importância que a mãe tem para ele, talvez não da maneira que ele gostaria... Pois se a atenção da mãe não lhe fosse importante não estaria reclamando... Ser canceriano não significa amar a mãe sem restrições, ser apegado com ela... Isso depende do mapa... Significa sim que a mãe tem um papel marcante na sua personalidade (ainda que seja o da falta e da carência)... Por que? Porque o que está motivando o signo de Câncer é a busca de segurança emocional, de proteção, que é primordialmente representada pela nossa mãe, a nossa primeira referência de segurança e afeto (ou da falta deles). E isso poderá acontecer de forma fácil ou desafiadora, depende do mapa... Ou seja, as questões importantes muitas vezes são sutis e estão bem disfarçadas, não são óbvias para um olhar desatento. No entanto são centrais para a personalidade em questão.


Quando estudamos sobre um determinado signo, precisamos lembrar que ele é um símbolo. Tentamos descrever essa ideia com a associação com inúmeras palavras chave, mas não podemos perder de vista o que está além disso, o conceito original, que é abstrato. No texto A intenção de cada signo, eu menciono isso para cada signo. E então, precisamos fazer analogias dessa ideia com o nosso caso específico, de acordo com os outros fatores do nosso mapa. Um capricorniano tem a motivação de ser competente e subir na vida... Não necessariamente será um sucesso profissional, porque suas ambições podem estar voltadas para outro lado, como o auto desenvolvimento por exemplo. Então não é correto afirmar que alguém não combina com Câncer porque não gosta da mãe, ou que não parece Capricorniano porque não é bom profissional... A análise precisa ser bem mais profunda...


Além disso, como sempre coloco em meus posts lá no Instagram, cada mapa é único, a mesma configuração astrológica não se repete em uma era. Portanto, uma análise realmente precisa ser sempre individual. No texto O que é um Mapa Natal?, eu explico a quantidade de informações que precisamos olhar em uma análise. Quando lemos as descrições sobre o signo, elas se referem ao arquétipo puro... E ninguém é o arquétipo puro... Somos uma mescla de coisas, e o objetivo de fazer uma leitura individual é justamente entender essa mistura... Não teria o menor sentido se a astrologia se resumisse a doze tipos de pessoas...


Para aqueles que já acompanham a Astrologia, e sabem que existem outros pontos além do signo solar, também muitas vezes surge a dúvida do tipo: "Tenho Mercúrio em Áries, mas não sou assim tão direta, pelo contrário, quase não falo..." Novamente caímos na questão de olhar o conjunto. Se a pessoa tem Mercúrio em aspecto com Saturno por exemplo, Saturno conterá o impulso ariano desse Mercúrio. E daí surge uma questão extremamente importante: o impulso não desaparece, ele continua lá... só que está sendo contido... Numa análise superficial, parece que a pessoa não "combina" com o aspecto e de novo vem o questionamento: "Mas será que a astrologia funciona? Algumas descrições combinam comigo, outras não tem nada a ver... " E esse é o ponto central: nem tudo em nós, é óbvio para nós mesmos, temos pontos sombrios (no sentido de desconhecidos), questões reprimidas... E se tomarmos por base o comportamento que estamos manifestando, estaremos sendo superficiais e deixando de lado a valiosa fonte de informações que o nosso Mapa Natal pode nos oferecer...


A leitura de um Mapa tem a finalidade de trazer à luz aspectos nossos muitas vezes ainda inconscientes. E se assim o são, não iremos reconhecer em nós aquela característica, a descrição não irá encaixar... Ou pode também ocorrer de termos questões antagônicas, uma queda de braço interna, como no caso de Mercúrio mencionado acima... Ora vence o discernimento de Saturno, ora a impulsividade de Áries... Mas se esse impulso for sempre reprimido, provavelmente a pessoa será daquelas que nunca fala nada, mas quando fala vem tudo de uma vez... E depois, provavelmente ela vai se criticar, se culpar... Ou seja, temos aí um ponto de conflito que precisa ser trabalhado. Pode acontecer também deste impulso estar sendo totalmente negado, estar realmente na sombra. Mas como ele existe, e não está sendo externalizado, pode somatizar na forma de uma doença. É assim que tem origem a maioria de nossas desarmonias físicas... (Tem vários textos sobre isso nesse blog, como o Por que adoecemos? e o Astrologia na saúde física e psíquica).


Uma coisa bastante importante a se observar, é que não devemos compartimentar a leitura do Mapa, impossível ser preciso assim. Existem muitas versões na internet com a descrição de cada planeta em cada signo, de cada aspecto... Pode até ser interessante para um primeiro contato, mas está longe de fornecer tudo aquilo que a leitura de um Mapa pode dar. É preciso entender o todo, é preciso ver os pontos onde existe conflito, é preciso ver o que ainda está inconsciente... E sobretudo é preciso entender COMO a pessoa está vivendo o seu Mapa... Porque como já escrevi trata-se de símbolos, que podem ser vivenciados em vários níveis. De várias maneiras.


Infelizmente hoje a astrologia vem sendo tratada com uma displicência que tenta resumir uma ciência complexa e sagrada, milenar, a meia dúzia de palavras. E isso faz com que pessoas questionem a sua funcionalidade, com toda a razão. Por isso esses esclarecimentos se fazem necessários, ainda que muitas vezes eu seja repetitiva. Conhecendo o que de fato é Astrologia, você pode decidir se quer utilizá-la ou não. Mas é uma pena que muita gente a descarte por desconhecimento, ou por tanta contra informação que vemos por aí...


Se você não se reconhece no seu signo investigue, aprofunde, vá atrás de informações confiáveis... Pode ser que você se surpreenda com o que vai descobrir... Sobre você, não sobre seu signo...

88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo